www.carapecos.maisbarcelos.pt
Imprimir esta página
Património linguístico.

 

Fonte do Pedrogo

 

Das fontes existentes na Freguesia esta é uma das que se encontra num estado mais antigo, a última intervenção que sofreu, ocorreu em 1952, já lá vão mais de 50 anos, era Presidente da Junta de Freguesia o Sr. Costa e Silva. Esta fonte situa-se no lugar do Pedrogo, paredes-meias com o eirado do "Tio Calistro", a casa que ali se encontra provavelmente foi construída após a canalização da água com tubos de grés, material usado nessa época. Segundo nos contam toda aquela área era uma pedreira com várias lajes, que foi aterrada com terra para se poder cultivar aquele espaço, até então maninho. A nascente da água é debaixo de um muro no eirado do Sr. Manuel Rodrigues, onde em tempos existiu uma "fonte chafurda", que daí vinha através de um rego até um “poçote“, daí a água corria para uma poça que existia no mesmo local onde se encontra hoje o tanque de lavar, a água das sobras pertencia ao eirado do "Tio Bicho", são uns terrenos onde está a casa da falecida "Tia Teresa Gonçalves".

Esta fonte passa despercebida para quem passa, mas não deixa de ser património que deve ser preservado.

 

                            v             "Vista do penedo com o rego visivél"

      

                                    "Fonte do Pedrogo  bica"

                                                                      

                                        Fonte do pedrogo "Tanque de Lavar"

                       História das fontes chafurda de Carapeços.

 

Poça da Marquesa.

 

Em Carapeços, e provavelmente noutras freguesias do concelho do meio rural, sabemos que pelo menos até ao ano 1945 existiam as fontes denominadas "chafurdas"!, chamavam-nas assim devido a não terem bica para encher o cântaro. Só quando o nível da água subia é que era permitido encher o cântaro ou o caneco! Em Carapeços havia várias, mas vou apenas mencionar duas delas que me falaram. Uma ainda é visível o seu local, está localizada na estrada que circunda a Escola, desde a Casa do Povo, passando pela "Sede de Junta" e com saída ao cruzeiro, a dita fonte está embutida no muro do lado direito da porta de entrada para a propriedade de "Manuel Miranda da Silva". Ainda hoje existe, é muito parecida com a original daquele tempo. A segunda fonte estava localizada no entroncamento do "Jogo da bola" lado esquerdo , num baldio pertencente à freguesia de "Tamel Santa Leocádia" muito próxima da entrada que dava acesso à casa dos caseiros da quinta da “Pena longa”, chamavam-lhe a "Fonte da Marquesa" por se tratar do nome a quem pertencia a água. Esta senhora era Sogra do nosso conhecido "Tio Doro". De cada vez que a água era necessária para rega, os donos tinham por costume "tocar uma corneta"! 15 Minutos antes de esvaziar a poça, para alertar os moradores que dela se serviam, para no caso de precisarem de água, o teriam que fazer naquele curto espaço de tempo, pois uma vez a poça vazia demorava algumas horas a encher. Esta fonte deixou de existir em 1947, altura em que a água foi encanada para casa do proprietário, para aí servir de fonte particular. Este método de tocar a corneta, era usado nas várias fontes chafurdas de Carapeços e arredores, algumas delas serviam para os animais beber.

 

   

      Fonte "Chafurda" no Lugar de Caride        Local da "Poça da Marquesa" L.Cravalho Santo

 

 


 

Largo do Carvalho Santo

 

 

 

Em conversas que tive com Sr. Augusto Coutada Neco "Pedrogo" aprofundamos um pouco mais o que era o "Carvalho Santo" nos anos 50. Segundo ele diz, era um carvalho muito velho, e grosso, que existia no centro da encruzilhada dos caminhos, aí permaneceu pelo menos até ao ano 1960, altura em que foi abatido pelo "Tio Doro" que dizia pertencer-lhe, pois fora ali plantado por familiares seus, este carvalho servia de rotunda dos muitos caminhos que existiam naquele local, em redor do carvalho formava-se um areal em virtude das enxurradas que desciam do monte e ali se aglomerava, um dos cunhados do "Tio Doro" ali vizinho deitava-se muitas vezes debaixo dele à sombra. Esta areia era também aproveitada para pequenas obras. Nesse mesmo largo existia uma grande árvore de cerejeiras pretas, com videiras que por ela subiam acima,  ali eram podadas, e mais tarde as uvas vindimadas.

 

Obs.Brevamente colocaremos aqui o mapa da encruzilhada de caminhos do (local) existentes no ano de 1950

 


 Caminho antigo.

 

O caminho que se inicia no lugar do Apeadeiro, entre a casa do Sr. Manuel Fernandes e eirado da “Casa da Sapateira” actualmente café do Apeadeiro, e segue em direcção a Sul cruzando-se com o caminho de acesso ao campo de futebol, é actualmente o único que existe na freguesia com as características primitivas. Quem quiser ter a noção de como eram os caminhos da Freguesia há umas décadas atrás, que faça uma visita ao local e terá a noção das dificuldades que as pessoas tinham em circular nos caminho da época. 

 

  

" Vista do caminho junto ao eiradao da Sapateira"   "Vista do lado do Portuzêlo"

 

 


 

 

 


 

Presidentes de Junta. 

CARAPEÇOS

 

"Tio Zilo" O Poeta"

SEDE JUNTA DE FREGUESIA

De 2ª a 6ª Feira:

Manhã: 9,00 - 12,30 horas

Tarde: 14,00 - 17,00 horas


Farmácia de Carapeços    Horário

Segunda a Sexta - Feira

09:00 – 20:30

SÁBADO

09:00 – 13:00 , 15;00 – 20:00

Domingos e Feriados 10h - 12h30

Tel.253882197


Extenção de Saúde de Carapeços

Horário

Segunda a Sexta-Feira

Manhã 08:00 -12:30

Tarde-13:30 -17:00

Tel.253881288

Linha azul 253883444


  A Junta de Freguesia agradece a vossa visita, volte sempre...  

Mapa de Carapeços
 
De
Clique na Imagem

 Bolsa de Mérito

Bolsa de estudo, para os alunos de Carapeços.

 

 

Carapecos Online.

Notícias, informação e discussão!


 

ACDC. Notícias


"Imagem de S.ªTiago" 

25 de julho dia do Padroeiro desta Freguesia.